7 Curiosidades Sobre Jimmy Page

James Patrick Page é um músico, produtor musical e compositor britânico que alcançou sucesso internacional como guitarrista da banda de rock Led Zeppelin. Separamos 6 fatos interessantes sobre a sua carreira e vida pessoal:

1 - Menino-prodígio

A primeira vez que Jimmy Page apareceu na TV foi aos 13 anos em um programa na BBC.

Ao lado da banda de skiffle da escola, Page apresentou a música "Mama Don't Want to Skiffle Anymore" no programa All Your Own em 1957, um show de talentos para crianças.

 

 

2 -The Dark side of Page

Uma das paixões de Jimmy ao longo de sua vida foi o  o ocultismo. Por isso, Jimmy Page comprou a Boleskine House em 1970, casa que pretenceu a Aleister Crowley - o mais famoso ocultista do século XX adquiriu a suntuosa residência às margens do Lago Ness em 1899 e conduziu rituais de magia negra até 1933.

Até vendê-la em 1992 por 225 mil libras, Jimmy Page contou com os serviços de um caseiro, Michael Dent, que após deixar seu posto na casa, contou histórias interessantes. Satanistas tresloucados, visões, barulhos e assombrações protagonizaram suas histórias.

O guitarrista comprou a casa para ficar mais perto daquilo que estudava e o influenciava. Jimmy Page passava períodos de no máximo três dias na casa e algumas partes do filme “The Songs Remais the Same”, do Led Zeppelin, chegaram a ser gravadas na Boleskine House.

 

 

3 - A Origem do Zoso

Outro fato que mostra a ligação de Jimmy com o ocultismo é símbolo que ele escolheu para representá-lo. A palavra ZoSo, nessa versão do símbolo, parece ter sido desenhada pelo próprio guitarrista; porém, há registros do símbolo pela primeira vez em 1557, no livro Ars Mágica Arteficii, um livro de alquimia, e em 1982 no Dicionário de Ocultismo e Símbolos Alquímicos, de Fred Gettings.

Veja a nossa estampa exclusiva dos Imortais do Rock!

 

 

4 - Jimmy é o cara do Zeppelin

Jimmy assumiu o papel de produtor do primeiro disco do Led. A banda levou, ao todo, mais ou menos 30 horas e 1.700 libras para finalizar o álbum. Nessa época, ele não ouvia só rock e blues; também tinha o interesse por folk, música clássica e indiana como podemos perceber em várias composições da banda e instrumentos inusitados utilizados.

Um de seus maiores segredos como produtor foi o posicionamento dos microfones, especialmente para gravar bateria. Aliás, para quem não sabe, ele trabalhou por um bom tempo numa gravadora antes de se arriscar como músico (entre a época do skiffle e o Yardbirds).

 

5 - Referências ou Plágios?

Quando o assunto é sobre referências musicais, outro fator marcante na carreira do Zeppelin são as acusações de plágios. Dentre delas a principal acusação é a cópia de Stairway to Heaven. A música ensinada para 9 entre cada 10 aprendizes de guitarra virou alvo da banda norte-americana Spirit, que entrou com um processo na justiça dizendo que o grupo britânico roubou a música “Taurus” e a transformou no seu som.

O guitarrista Jimmy Page sempre disse que não copiou o instrumental da canção e já foi convocado para depor no julgamento, dando algumas informações a respeito de todo o processo e não apenas repetindo que não copiou a canção como falando que jamais havia ouvido “Taurus” até outro dia.

Em 2016, a Corte chegou ao veredito de que o Led Zeppelin estava certo no processo mas o juiz não ouviu nenhuma das canções porque como “Taurus” foi escrita em 1967, apenas as partituras estavam sob proteção das leis de direitos autorais da época.

O representante do saudoso Randy Wolfe, compositor do Taurus, alegou então que o julgamento não era válido já que as músicas não foram executadas para comparação, e o processo voltou a caminhar.

Hoje, porém, o tribunal deixou claro que não entende essa questão como fundamental e que ainda pensa que “Stairway To Heaven” não é um plágio de “Taurus”.

De acordo com declarações de diversos veículos norte-americanos, essa decisão deve ser final e, inclusive, afetar futuros casos de disputas por direitos autorais.

Você pode comparar as duas canções no vídeo a seguir:

 

 

6 - Page no Brasil

Jimi Page morou durante um bom tempo em terras tupiniquins. "Lama" era como os nativos supostamente chamavam o ex-guitarrista do Led, por causa do aspecto molambento que ele apresentava. O apelido é uma das lendas que envolvem a relação de décadas do artista britânico com o nosso pais. De shortinho jeans e camiseta rasgada, Jimmy "Lama" vaga pelas ruas de Lençóis, na Chapada Diamantina, virando copos de cachaça pura enquanto falava com moradores da região que não fazem ideia de quem ele é.

Page tinha muito interesse pela cultura brasileira, o que incluía a culinária e a música, mas pouca vontade de dar canjas ou de tocar em eventos. O músico comprou um terreno e construiu uma casa, onde passava longas férias regularmente e que ele aluga até hoje, em Lençóis. O britânico vivia seu casamento de 12 anos com Jimena, argentina que foi criada nos Estados Unidos e depois foi para a Bahia. Na época, os dois moravam ainda com Jana, filha de Jimena com Luciano Silva, saxofonista de Margareth Menezes.

Silva foi um dos poucos que conseguiu tocar com Page, e Menezes se tornou amiga do músico a ponto de frequentar a sua casa na Inglaterra. Para conferir outras histórias sobre Jimmy em nossas terras vale a leitura do livro Jimmy Page no Brasil de LEandro Souto Maior.

 

 

7 - Qualquer semelhança pode ser mera coincidência

Você já reprarou como o nosso Guitar Hero parece com o simpático velhinho da Aveia Quaker?

 

Aproveitando essa brincadeira, criamos o rótulo da aveia No Quarter. Confira o resultado abaixo:

 

A estampa está a venda em nosso site. Confira aqui ela e outras camisetas do Led.

Pague com
  • Pix
  • proxy-paghiper-v1
Selos
  • Site Seguro

Roquenrou Comercio e Acessorios Eireli - CNPJ: 36.313.163/0001-71 © Todos os direitos reservados. 2023


Para continuar, informe seu e-mail